A Direção do Sindicato da Classe Trabalhadora, juntamente com os trabalhadores da Fábrica de calçados Paquetá-Ba, estão em movimento por melhores condições no trabalho e que sejam respeitados os direitos constitucionais que a Empresa vem desrespeitando.

           No horário de início da jornada os trabalhadores reuniram, em sua maioria, em frente aos portões da Fábrica e decidiram fazer uma paralisação de duas horas, com intuito de demonstrar a união para Direção da Empresa e dizer que não estar ali para brincar e se a Direção da Empresa não sentar para negociar pode-se iniciar uma greve por tempo indeterminado a qualquer momento, porém a resposta da Direção da Empresa foi fechar os portões e não permitir que os Trabalhadores entrassem e que os que estavam dentro da Fábrica não saíssem, de tal forma que caracteriza Cárcere Privado.

          Vale ressaltar a presença dos Diretores de outros Sindicatos como: SINDICATO DE VERDADE DE JIQUIÉ-BA, REPRESENTANTE DA CUT ( Central Única dos Trabalhadores ), SINDISERP DE IPIRÁ, e outras Entidades, também a presença de Imprensa local como: TV IPIRÁ, IPIRÁ FM, IPIRÁ WEB e outras imprensas locais e regionais.

         Os Trabalhadores afirmam que o movimento continua até que a Empresa sente para negociar com a categoria e exigem respeito por parte dos patrões, pois sem a produção dos  Trabalhadores a mordomia deles dessem por água abaixo.
Veja as fotos